História

A primitiva povoação tem origem no desmembramento da freguesia de Morrinhos, a mais antiga da margem do rio São Francisco. Com o desmembramento, é criada a paróquia de Sant’Ana de Contendas. A história conta que esta denominação se deve às desavenças entre os habitantes sobre a escolha do local onde seria construída a igreja. O arraial de Contendas é elevado a vila em 1890. Em 1901, passa a ser chamada Vila de Brasília e, em 1923, tem o nome reduzido para Brasília. Com a transferência da Capital da República para o Planalto Central, a cidade cedeu gentilmente seu nome para a futura capital, em um acordo político entre o presidente Dr. Juscelino Kubitschek e o então prefeito de Brasília de Minas, Dr. Cassiano, que gerou uma leve mudança no nome da cidade, enquanto a capital federal assumida desde então o nome Brasília. Para não abrir mão totalmente de seu nome, decidiu-se, em 1962, através da Lei 2694, apenas acrescentar ao cedido nome, o adjunto “de Minas”, sendo a partir de então conhecida por Brasília de Minas. Para cumprimento de tal acordo foi informado em documento assinado pelo presidente Juscelino e Oscar Niemeyer a construção de uma estrada que ligaria Brasília de Minas a Brasília e esta receberia o nome de a Estrada da Integração, no mesmo documento informava também que o mesmo nível de reconhecimento de uma seria compatível com a outra.

Conforme demonstrado pela série JK exibida pela Rede Globo em 2006, o nome Brasília teria sido uma invenção sugestiva do então presidente Juscelino Kubitschek. Entretanto, nenhuma citação histórica ou cultural foi feita para a primeira cidade brasileira denominada Brasília, hoje também apelidada de Brasilinha.

Alguns conteúdos podem não estar disponíveis temporariamente devido as atualizações do nosso portal. Em alguns dias, tudo estará normalizado. Havendo urgência no acesso a alguma informação indisponível, solicite-a através do e-SIC
+